# Cirurgias | Dr. Pablo Miguel
Rua Costa, 30 - Conjunto 502
CEP 90110-270 - Porto Alegre - RS
Tel. (51) 3231-4407 ou 3230-2622 ou 9712-9953
Cirurgias

A única forma de tratamento de uma hérnia inguinal sintomática é cirúrgica. Esta operação é muito simples, desde que o paciente não apresente outras doenças que não tratadas podem contra indicar o procedimento.

Existem duas formas de realizar o tratamento cirúrgico da hérnia inguinal:

Herniorrafia através da videocirurgia

Através da videolaparoscopia que é considerada uma técnica minimamente invasiva, que tem a grande vantagem da redução da dor pós-operatória, ausência de incisões convencionais e praticamente ausência de recidivas com retorno rápido as atividades laborais. É hoje considerada a técnica de padrão ouro das hérnias inguinais.

A operação de hérnia inguinal por videocirurgia ou também conhecida
como “operação dos furinhos” é realizada através de apenas 3 furinhos
de meio e um centímetro. Não é necessário fazer um corte grande na barriga
(abdômen). Se houver hérnia dos dois lados, o tratamento das duas hérnias
é feito através dos 3 furinhos, sem a necessidade de fazer furinhos adicionais.

O cirurgião e a sua equipe podem visualizar a hérnia em uma televisão. A hérnia e o defeito na parede abdominal são filmados por uma pequena câmara colocada através de um dos furinhos.

Desenho mostrando o fechamento do buraco (abertura ou fraqueza) da parede abdominal por onde a hérnia passava (fazia abaulamento). Uma tela extremamente resistente de polipropileno é usada para fechar o buraco.

Vantagens da Operação

Herniorrafia através de um corte

Tension-free, empregada especialmente em pacientes que tem cirurgias abdominais préveas onde a vídeolaparoscopia não pode ser realizada com segurança. Diferencia-se da anterior pois é realizada através de uma pequena incisão cirúrgica, que permite que o procedimento seja realizado apenas sob anestesia local e uma leve sedação, com os mesmo resultados.

Desenho mostrando o tratamento da hérnia realizado através de uma incisão na região inguinal.
A hérnia é empurrada para dentro do abdômen (barriga) e a abertura (buraco ou fraqueza) da parede
abdominal é fechada com uma tela bastante resistente.